Jane Hirshfield – Um destino macio

Um destino macio, um poema de Jane Hirshfield. Há muito tempo, alguém me disse: evite o ou Isso inquieta a mente como um pedaço de carne estendido perturba um cão. (...)

Jane Hirschfield – Meu esqueleto

Meu esqueleto, que um dia doeu com o próprio crescimento, está agora, a cada ano imperceptivelmente menor, mais leve, absorvido por sua própria concentração. Quando eu dancei, você dançou. Quando você quebrou, eu. E assim foi, deitando, caminhando, subindo os fatigantes degraus. Seus maxilares. Meu pão. Algum dia você, o que resta de você, será … Continue lendo Jane Hirschfield – Meu esqueleto

Jane Hirshfield – Dentro desta árvore

Dentro desta árvore outra árvore habita o mesmo tronco; dentro desta pedra outra pedra descansa, com muitos tons de cinza iguais, com superfície e peso idênticos. E dentro do meu corpo, outro corpo, cuja história, à espera, canta; não há outro corpo, ela canta, não há outro mundo. Trad.: Nelson Santander Within this tree Within … Continue lendo Jane Hirshfield – Dentro desta árvore

Jane Hirshfield – O emissário

Um dia, naquele quarto, um pequeno rato. Dois dias depois, uma cobra. Que, vendo-me entrar, serpenteou a longa listra de seu corpo para baixo da cama, e depois se enrolou como um dócil animal doméstico. Não sei como veio ou saiu. Mais tarde, a lanterna nada encontrou. Por um ano, eu observei como alguma coisa … Continue lendo Jane Hirshfield – O emissário

Jane Hirshfield – O Homem Gentil

Eu vendi o relógio do meu avô, seu ouro nacarado e padrões pontilhados, para ser derretido. Engrenagem condenada. Tampa faltando. Corrente — deve ter havido uma — faltando. Números que foram pintados com um única e hábil cerda. Dei corda na coroa antes de entrega-lo por sobre o balcão. O homem gentil agarrou o que … Continue lendo Jane Hirshfield – O Homem Gentil

Jane Hirshfield – Alzheimer

Quando os ratos roem um tapete velho e de boa qualidade, as cores e os padrões do que resta não se alteram. Como um leito de rocha, inclinado, continua um leito de rocha, as estrias roxas e vermelhas por interromper. Grandeza inata que se não pode roubar. "Como está?", perguntei, sem saber o que esperar. … Continue lendo Jane Hirshfield – Alzheimer