Aldo Oliva – O Elevador de Hera

Dizem os insetos sensatos e sensíveis que as paredes e os grandes muros são apenas um hausto veemente conjurando o nada, o infinito. Por estes ladrilhos de não-ser ascendem, como habitáculos de fúria, os corpos corrompidos das palavras. Quem me impôs, rasgando minha inocência animal na base da minha profundidade biológica, esta ascensão conjetural? Só … Continue lendo Aldo Oliva – O Elevador de Hera