Ruy Espinheira Filho – Canção de Depois de Tanto

                    a Roniwalter Jatobá  Vamos beber qualquer coisa, que a vida está um deserto e o coração só me pulsa sombras de Ido e do Incerto. Vamos beber qualquer coisa, que a lua avança no mar e há salobros fantasmas que não quero visitar. Vamos beber … Continue lendo Ruy Espinheira Filho – Canção de Depois de Tanto

Ruy Espinheira Filho – Canção

Morri de pena de ti porque foi tudo outra história – não a que hoje poderias viver em minha memória. Coisas da vida. Outro conto se contou então. E, enfim, vejo que foste feliz. Morro de pena de mim.