Pierre Corneille – Estrofes para a bela marquesa

Marquesa, se minha face A ti parece mais velha, Espera que o tempo passe Que verás a que te espelha. O tempo, contra o vigor Das coisas belas, protesta, E há de te fanar a flor Tal qual enrugou-me a testa. Noite e dia tudo flui, Rege-nos a mesma lei, Se veem em ti o … Continue lendo Pierre Corneille – Estrofes para a bela marquesa