Luljeta Lleshanaku – O Mistério das Orações

Na minha família as orações eram rezadas secretamente, em voz baixa, o nariz vermelho sob o cobertor; quase murmuradas, com um suspiro no princípio e no fim, fino e limpo como uma gaze. Junto à casa havia apenas uma escada para subir, de madeira, encostada à parede o ano inteiro, de modo a reparar o … Continue lendo Luljeta Lleshanaku – O Mistério das Orações