Mário de Sá-Carneiro – Além-Tédio

Nada me expira já, nada me vive – Nem a tristeza nem as horas belas. De as não ter e de nunca vir a tê-las, Fartam-me até as coisas que não tive. Como eu quisera, enfim d'alma esquecida, Dormir em paz num leito de hospital… Cansei dentro de mim, cansei a vida De tanto a … Continue lendo Mário de Sá-Carneiro – Além-Tédio