Vasco Miranda – de “Invenção da Manhã”

          20 Olha Jorge quando vier a morte E virá cedo "Não deixes fechar-me os olhos" Eflorescências salitrosas me rebentarão das órbitas Para queimar as mãos que fechar-mos queiram - Não pode a luz negar-se a quem bêbado dela Inventou em cada dia uma madrugada E eis tudo quanto deixo a quem me herde Não Jorge … Continue lendo Vasco Miranda – de “Invenção da Manhã”