Ch’ang Wu Chien – Poema Chinês do Século VIII

Praguejei contra a chuva Que tamborilando no telhado Não me deixou dormir. Praguejei contra o vento Que destruía todo o jardim. Mas você chegou de surpresa E agradeci à tempestade Que te fez despir A roupa molhada. Agradeci à ventania Por ter soprado, Apagado a vela. via Carlito Azevedo (https://www.facebook.com/profile.php?id=100007266525928)