Affonso Romano de Sant’Anna – Eppur Si Muove

Não se pode calar um homem Tirem-lhe a voz, restará o nome. Tirem-lhe o nome e em nossa boca restará a sua antiga fome. Matar, sim, se pode. Se pode matar um homem. Mas sua voz, como os peixes, nada contra a corrente a procriar verdades novas na direção contrária à foz. Mente quem fala … Continue lendo Affonso Romano de Sant’Anna – Eppur Si Muove

Affonso Romano de Sant’Anna – Vai, Ano Velho

Vai, ano velho, vai de vez, vai com tuas dívidas e dúvidas, vai, dobra a ex- quina da sorte, e no trinta e um, à meia-noite, esgota o copo e a culpa do que nem me lembro e me cravou entre janeiro e dezembro. Vai, leva tudo: destroços, ossos, fotos de presidentes, beijos de atrizes, … Continue lendo Affonso Romano de Sant’Anna – Vai, Ano Velho

Affonso Romano de Sant’Anna – Carta aos Mortos

Amigos, nada mudou em essência. Os salários mal dão para os gastos, as guerras não terminaram e há vírus novos e terríveis, embora o avanço da medicina. Volta e meia um vizinho tomba morto por questão de amor. Há filmes interessantes, é verdade, e como sempre, mulheres portentosas nos seduzem com suas bocas e pernas, … Continue lendo Affonso Romano de Sant’Anna – Carta aos Mortos

Affonso Romano de Sant’Anna – Que País é Este?

Para Raymundo Faoro "¿Puedo decir que nos han traicionado? No. ¿Que todos fueram buenos? Tampoco. Pero alli está una buena voluntad, sin duda y sobretodo, el ser así." CÉSAR VALLEJO                           1         Uma coisa é um país,         outra coisa um ajuntamento.         Uma coisa é … Continue lendo Affonso Romano de Sant’Anna – Que País é Este?