Doris Lessing – Fábula

Quando olho para trás me parece recordar o canto, embora sempre houvesse silêncio naquele largo e cálido salão. Impenetráveis, essas paredes, acreditávamos, escuras como escudos antigos. A luz brilhava na cabeça ou nas pernas esparramadas com indolência por uma menina. E as vozes baixas subiam no silêncio a se perder como a água. Assim, tudo … Continue lendo Doris Lessing – Fábula