Luis Cernuda – Os espinhos

Possuem já os espinhos verdor novo na colina, toda de púrpura e neve pelo ar estremecida. Quantos céus em flor já viste? Embora ao encontro eles serão sempre devotados, tu não o serás um dia. Antes que a penumbra caia, sabe o que a alegria é junto aos espinhos vermelhos e alvos em flor. Olha. … Continue lendo Luis Cernuda – Os espinhos

Luis Cernuda – No Meio da Multidão

Em meio à multidão a vi passar, com seus olhos tão dourados quanto seus cabelos. Caminhava cortando o ar e os corpos; uma mulher se ajoelhou em seu caminho. Senti como o sangue desertava de minhas veias gota a gota. Vazio, andei sem rumo pela cidade. Gente estranha passava a meu lado sem me ver. … Continue lendo Luis Cernuda – No Meio da Multidão