Margareta Ekström – O Funeral

Na noite do funeral eles abraçaram-me, beijaram-me, mesmo esses que habitualmente não beijam. Apoiaram-me e perguntaram se precisava de soporíferos, estimulantes, um xerez ou companhia para a noite. Cada noite é um funeral mas ninguém vem para me abraçar. Ninguém pergunta como as coisas vão se preciso de companhia para a noite, um xerez, um … Continue lendo Margareta Ekström – O Funeral