Ada Limón – O ano dos pintassilgos

Eram dois pendendo e pairando próximosda poça de lama e do cardo almiscarado.Esvoaçando de um poste partidopara outro, banhando-se no reflexo da água da chuvacomo se fosse um espelho para algum outro universoonde as coisas fossem mais aceitáveis, mais fáceisdo que no lugar onde eu vivia. Eu os observaria:o exibido macho brilhante, a mirradafêmea, em … Continue lendo Ada Limón – O ano dos pintassilgos

Ada Limón – O fim da poesia

Chega de ósseos e pássaro e girassole calçados de neve, bordo e brotos, sâmara e sementes,chega de chiaroscuro, chega de portanto e profeciae estoicos estancieiros e fé e pai nosso e acimade todos, chega de parças e peito*, tez e deusque não esquece e corpos estelares e pássaros congelados,chega de vontade de prosseguir e de … Continue lendo Ada Limón – O fim da poesia