Joyce Sutphen – Como acabamos juntos

Ele era bom em uma emergência, calmo
no meio de uma tormenta. Acidentes
não o surpreendiam; ele estava sempre

pronto para o que quer que surgisse. Você
podia contar com ele; você podia fazer
um acordo que ele cumpriria, mesmo se você

não pudesse. Os acordos dele eram impossíveis;
os acordos dele eram feitos para você falhar,
e ao falhar você se encontraria em algum

tipo de emergência, num lugar em que você não
queria estar, e ele era bom em colocá-lo
de volta ao chão, de volta a seus pés.

Eu o escolhi pelo que ele não podia me dar,
e ele me escolheu porque eu não pediria
até que estivesse desesperada e só ele pudesse ajudar.

Trad.: Nelson Santander

How We Ended Up Together

He was good in an emergency, calm
in the middle of a storm. Accidents
didn’t surprise him; he was always

ready for whatever came along. You
could count on him; you could make
a deal and he would keep it, even if you

couldn’t. His deals were impossible;
his deals were meant to make you fail,
and failing you found yourself in some

sort of emergency, someplace you didn’t
want to be, and he was good at getting
you back to the ground, back to your feet.

I chose him for what he could not give me,
and he chose me because I would not ask
until I was desperate and only he could help.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s