Louise Glück – Fim de inverno

Acima do mundo imóvel, um pássaro canta despertando solitário entre ramos escuros. Vocês queriam nascer; eu deixei vocês nascerem. Quando é que a minha dor alguma vez atrapalhou o seu prazer? Mergulhando de cabeça na escuridão e na luz ao mesmo tempo ávidos por sensações como se vocês fossem algo de novo, querendo se expressar … Continue lendo Louise Glück – Fim de inverno