Louise Glück – Vésperas (4)

Eu não pergunto mais onde você está. Você está no jardim; você está onde John está, no terreiro, absorto, segurando sua espátula verde. É assim que ele jardina: quinze minutos de intenso esforço, quinze minutos de estática contemplação. Às vezes eu trabalho ao lado dele, em tarefas de apoio, capinando, esfolhando as alfaces; às vezes … Continue lendo Louise Glück – Vésperas (4)