Györy Somlyó – Fábula da dupla-hélice

Filho dos meus pais
pai do meu filho
geraram-me
e procriei
criaram-me
e criei
herdei
e leguei
sepultei e
serei sepultado
atinjo aos poucos
o atingível
na corrente de cristal
ou nas ligações alcalinas
da vida singular
feita de duas
o tempo
condecora-me
com todas as distinções
atando-me
com todas as valências
Mas minhas células
nem suspeitam
até onde podem
através delas
chegar as células
pelos obscuros
degraus restantes
da escada de caracol
ou escada de Jacó
na abóboda celeste
ou cavidade craniana
do ácido desoxi
ribonucléico.

Trad.: Nelson Ascher

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s