Louise Glück – Vésperas (1)

Uma vez acreditei em você; plantei uma figueira. Aqui, em Vermont, uma terra que não conhece o verão. Era um teste: se a árvore sobrevivesse, significaria que você existe. Segundo essa lógica, você não existe. Ou existe exclusivamente em climas mais quentes, na fervorosa Sicília, no México e na Califórnia, onde crescem o inimaginável damasco … Continue lendo Louise Glück – Vésperas (1)