Dennis O’Driscoll – Fora de controle

Preocupem-se, mães: vocês têm
boas razões para perder o sono,
para deixar a imaginação correr solta
enquanto se deitam na cama, sem contar carneiros
mas vendo filhos e filhas
levados para o abate como cordeiros
na carnificina das noites de sexta.

Fiquem de prontidão, mães –
nunca se sabe sua sorte –
para a batida que quebraria
o silêncio como o choque
de um impacto metálico contra os tijolos.
Continuem imaginando um giroflex da polícia,
uma lua azul rompendo a escuridão.

Deitem-se cuidadosamente, mães, onde,
dezoito anos atrás, a concepção
aconteceu na escuridão da noite,
uma trama secreta; esperem inquietas,
como se fosse um exame médico
para descobrir se vocês
ainda estão com as crianças.

Trad.: Nelson Santander

Out of Control

Worry on, mothers: you have
good reason to lose sleep,
to let imaginations run riot
as you lie in bed, not counting sheep
but seeing sons and daughters
like lambs led to slaughter
in the road kill of Friday nights.

Remain on standby, mothers –
you never know your luck –
for the knock that would break
the silence like the shock
of a metallic impact against brick.
Keep imagining a police beacon,
a blue moon shattering the darkness.

Lie warily, mothers, where,
eighteen years before, conception
took place in the black of night,
a secret plot; wait restlessly,
as if for a doctor’s test,
to find out whether
you are still with child.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s