Jane Kenyon – Diferente

Pulei da cama
com duas pernas saudáveis.
Poderia ter sido
diferente. Nutri-me de
cereais, leite
açucarado, impecáveis
pêssegos maduros. Poderia
ter sido diferente.
Guiei o cão morro acima,
em direção ao bosque.
A manhã toda eu fiz
o trabalho que amo.

Ao meio dia me deitei
com meu companheiro. Poderia
ter sido diferente.
Jantamos juntos
em uma mesa com castiçais
prateados. Poderia
ter sido diferente.
Dormi em uma cama
num quarto com quadros
nas paredes, e
planejei outro dia
como este.
Mas um dia, eu sei,
será diferente.

Trad.: Nelson Santander

N. do T.: A poetisa e tradutora Jane Kenyon faleceu de leucemia, em abril de 1995, aos 47 anos de idade, pouco depois de escrever este poema. Mais do que ninguém, ela sabia que, em breve, tudo seria diferente.

Otherwise

I got out of bed
on two strong legs.
It might have been
otherwise. I ate
cereal, sweet
milk, ripe, flawless
peach. It might
have been otherwise.
I took the dog uphill
to the birch wood.
All morning I did
the work I love.

At noon I lay down
with my mate. It might
have been otherwise.
We ate dinner together
at a table with silver
candlesticks. It might
have been otherwise.
I slept in a bed
in a room with paintings
on the walls, and
planned another day
just like this day.
But one day, I know,
it will be otherwise.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s