Louise Glück – A rosa branca

É isto a terra? Então eu não pertenço a este lugar. Quem é você na janela acesa, sombreado agora pelas trêmulas folhas de uma viburnum lantana? Você pode sobreviver onde eu não durarei além do primeiro verão? Durante toda noite, os ramos finos da árvore se movimentam e farfalham na janela iluminada. Explique minha vida … Continue lendo Louise Glück – A rosa branca