W. S. Merwin – Ao Ano Novo

Com que calma você
finalmente aparece no vale,
sua primeira luz solar descendo
para apalpar as pontas de algumas
folhas altas que não se mexem
como se não o tivessem notado
e não o conhecessem direito
em seguida a voz isolada de uma pomba
chama de muito longe
para a quietude da manhã

então é assim que você soa
aqui e agora haja ou não
alguém ouvindo é aqui
que chegamos com nossa experiência
nosso conhecimento tal como ele é
e nossas esperanças tal como elas são
invisíveis perante nós
intocadas e ainda possíveis

Trad.: Nelson Santander

To the New Year

With what stillness at last
you appear in the valley
your first sunlight reaching down
to touch the tips of a few
high leaves that do not stir
as though they had not noticed
and did not know you at all
then the voice of a dove calls
from far away in itself
to the hush of the morning

so this is the sound of you
here and now whether or not
anyone hears it this is
where we have come with our age
our knowledge such as it is
and our hopes such as they are
invisible before us
untouched and still possible

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s