Henry Wadsworth Longfellow – A reunião

Depois de uma longa ausência
Nos vemos de novo, afinal:
O encontro nos dá prazer,
Ou, ao contrário, aflição?

A Árvore foi chacoalhada,
E poucos de nós perduramos,
Como os tais frutos do profeta,
No topo mais alto dos ramos.

Saudamos-nos cordialmente
No velho tom familiar;
E pensamos, mas só conosco,
Quão velho e grisalho ele está!

Falamos de um bom Ano Novo,
E também de um Feliz Natal;
Mas no fundo estamos pensando
Naqueles que aqui não estão.

Falamos de amigos e sorte,
Do que disseram, dos seus atos,
Até que os mortos são os vivos,
E os vivos pareçam os mortos.

E no fim nós mal distinguimos
Entre fantasmas e convivas;
E uma névoa de pesar rouba-nos
Nossas piadas mais festivas.

Trad.: Nelson Santander
The Meeting

After so long an absence
At last we meet again:
Does the meeting give us pleasure,
Or does it give us pain?

The tree of life has been shaken,
And but few of us linger now,
Like the Prophet’s two or three berries
In the top of the uppermost bough.

We cordially greet each other
In the old, familiar tone;
And we think, though we do not say it,
How old and grey he has grown!

We speak of a Merry Christmas
And many a Happy New Year;
But each in his heart is thinking
Of those who are not here.

We speak of friends and their fortunes,
And of what they did and said,
Till the dead alone seem living,
And the living alone seem dead.

And at last we hardly distinguish
Between the ghosts and the guests;
And a mist and shadow of sadness
Steals over our merriest jests.

Um comentário sobre “Henry Wadsworth Longfellow – A reunião

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s