Marianne Moore – Uma água-viva

Visível, invisível,
uma flutuante sedução
que uma ametista cor de âmbar
habita, se aproximam
seus tentáculos, abrem
e fecham; você pretendia
pega-los e eles tremem;
você abandona este intento.

Trad.: Nelson Santander

A Jelly-Fish

Visible, invisible,
a fluctuating charm
an amber-tinctured amethyst
inhabits it, your arm
approaches and it opens
and it closes; you had meant
to catch it and it quivers;
you abandon your intent.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s