José Fernando Guedes – Os pássaros cantam forte

Alguém me chama: vem ouvir!
Os pássaros cantam forte na manhã
Com a mesma tenacidade
De um prego ao penetrar a madeira.
Sem hesitações anunciam
O que é de sua obrigação.

Ignoram o estabelecido pela noite prévia
E sistematicamente, com os métodos da água
Fazem seu canto fluir
Entre insuspeitas ranhuras
Na estrutura do mundo,
Tornando explícito o que era implícito
Na solidão das coisas.

E mesmo ante a mudez de dois olhos abertos,
Os pássaros põem seu canto
De encontro aos muros
E convicção, se entre pássaros há,
Se assemelha a que numa lágrima há,
Quando a lágrima que há,
É como um pássaro que canta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s