Lawrence Ferlinghetti – Café Notre Dame

Uma espécie de trauma sexual
prende um casal abismado
Ele está segurando as duas mãos dela
nas suas
Ela está beijando as mãos dele
Estão olhando-se
nos olhos
de muito perto
Ela tem um casaco de peles
feito duma centena de coelhos correndo
Ele
tem um casaco clássico sombrio
e calças cinza-de-pardo
Agora estão a examinar as palmas
das mãos um do outro
como se fossem mapas de Paris
ou do mundo
como se estivessem à procura do Metrô
que os levasse juntos
através dos caminhos subterrâneos
através das «estações do desejo»
até ao terminal do amor
até às portas da cidade-luz
É um caso sem saída
e estão perdidos
nas linhas cruzadas
das suas palmas enlaçadas
suas linhas de cabeça e linhas de coração
suas linhas de sorte e linhas de vida
ilegíveis e misturadas
no mons veneris
da sua paixão

Trad.: André e Isabelle Lima

Lawrence Ferlinghetti – Café Notre Dame

A sort of sexual trauma
has this couple in its thrall
He is holding both her hands
in both his hands
They are looking
in each other’s eyes
Up close
She has a fur coat
made of a hundred running rabbits
He
is wearing a formal
dark coat and dove grey trousers
Now they are inspecting the palms
of each other’s hands
as if they were maps of Paris
or of the world
as if they were looking for the Metro
that would take them together
through subterranean ways
through the ‘station of desire’
to love’s final terminals
at the ports of the city of light
It is a terminal case
But they are losing themselves
in the crisscrossing lines
of their intertwined palms
their head-lines and their heart-lines
their fate-lines and life-lines
illegibly entangled
in the mons veneris
of their passion

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s