Hugo Mujica – Há poucos dias

Há poucos dias morreu meu pai,
há pouco tempo.

Caiu suavemente,
como as pálpebras quando chega
a noite, ou uma folha
quando o vento não a arranca, embala.

Hoje é diferente, chove diferente,
hoje chove pela primeira vez
sobre o mármore do seu túmulo.

Sob cada chuva
poderia ser eu a jazer, agora o sei,
agora que morri em outro.

Trad.: Nelson Santander

Hace apenas días

Hace apenas días murió mi padre,
hace apenas tanto.

Cayó sin peso,
como los párpados al llegar
la noche o una hoja
cuando el viento no arranca, acuna.

Hoy no es como otras lluvias
hoy llueve por vez primera
sobre el mármol de su tumba.

Bajo cada lluvia
podría ser yo quien yace, ahora lo sé,
ahora que he muerto en otro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s