Wendell Berry – Antes de escurecer

Da varanda ao entardecer eu vi
um martim-pescador selvagem em um voo
que ele só poderia estar realizando por prazer.

Ele veio pelo rio, chapinhando
contra o rosto turvo da água
como uma pedra saltitante, passando

adiante longe da vista. E ainda assim
eu podia ouvir o chapinhar
cada vez mais distante

à medida que escurecia. Ele voltou
pelo mesmo caminho, escuro como sua sombra,
subitamente, além dos salgueiros.

O chapinhar continuou quase inaudível.
Estava escuro então. A noite
o havia acomodado em algum lugar.

— no lugar para onde ele estava indo
ou de onde, conduzido por sua alegria,
ele viera.

Trad.: Nelson Santander

Before dark

From the porch at dusk I watched
a kingfisher wild in flight
he could only have made for joy.

He came down the river, splashing
against the water’s dimming face
like a skipped rock, passing

on down out of sight. And still
I could hear the splashes
farther and farther away

as it grew darker. He came back
the same way, dusky as his shadow,
sudden beyond the willows.

The splashes went on out of hearing.
It was dark then. Somewhere
the night had accommodated him

— at the place he was headed for
or where, led by his delight,
he came.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s